INCONTINÊNCIA URINÁRIA MASCULINA

Temos cinco tipos de perdas urinárias em homens:

1) Aquelas decorrentes de problemas prostáticos como no aumento benigno da idade e dano da válvula da bexiga por câncer de próstata.
2) A segunda causa é de origem da bexiga, que pode ficar com um funcionamento excessivo, por conta da idade, ou por problemas da medula espinhal, dos nervos que controlam a bexiga. E até mesmo problemas no cérebro como AVCs (derrames) ou tumores cerebrais. O paciente perde o controle da bexiga que contrai sem comando voluntário. Daí passam a ocorrer perdas urinárias.
3) O terceiro tipo é uma combinação do primeiro e do segundo tipos.
4) Um quarto tipo é decorrente do câncer de bexiga que pode avançar para a válvula e destruí-la também, gerando incontinência.
5) O quinto tipo de incontinência urinária é decorrente das cirurgias sobre a próstata, que hoje são raras por conta das técnicas cirúrgicas avançadas. Quando o paciente apresenta perda urinária por causa de cirurgia, existem técnicas de fisioterapia, medicamentos e até mesmo a colocação de válvulas artificiais.

TRATAMENTOS
O tratamento do primeiro tipo de incontinência urinária (por aumento de próstata) se faz hoje por medicamentos ou cirurgias simples da próstata. O segundo tipo (por funcionamento excessivo da bexiga) é tratado com medicamentos, toxina botulínica, fisioterapia específica e eventualmente cirurgia na bexiga.
O câncer de próstata quando gera incontinência urinária, geralmente está avançado, não sendo mais possível a cirurgia de retirada. Restam radioterapia e quimioterapia que, mesmo curando o câncer da próstata, podem não recuperar a função da válvula. Necessário será a colocação de uma válvula artificial.
Quando surge a incontinência, procure um urologista logo, pois a causa pode ser bem simples, porém existe a possibilidade de um câncer de próstata, ou de bexiga serem os responsáveis pelo sintoma.

Comentários estão fechados.