RELAÇÃO ENTRE O CÂNCER DE BEXIGA E O HÁBITO DE FUMAR

Em um primeiro momento as pessoas relacionam câncer de pulmão ou de outras partes do aparelho respiratório com o hábito de fumar. Hoje vamos apresentar algo diferente, infelizmente comum: câncer de bexiga, relacionado ao hábito de fumar.

A bexiga tem uma cobertura interna muito parecida com a pele. O câncer de bexiga habitualmente atinge este revestimento, apesar da parede da bexiga ter outras camadas. Essa doença está fortemente ligada ao hábito de fumar e não gera sintomas no início. O primeiro sintoma geralmente é sangue na urina e a quantidade e a frequência dessa ocorrência não necessariamente relaciona-se com o tamanho e extensão do câncer. Ou seja, pode ser um tumor bem pequeno, ou ser um tumor tomando toda a bexiga.

As pequenas lesões podem ser removidas por uma cirurgia endoscópica, sem cortes, usando câmeras que chegam à bexiga pela uretra. Se o tumor for maior, pode ser necessário remover parte da bexiga, ou até mesmo toda a bexiga. Nessa situação, o paciente vai necessitar usar uma bolsa colada no abdome ou ser implantada uma bexiga feita do intestino do próprio paciente.

Não existem bexigas artificiais. E por enquanto também não há transplante de bexiga. Portanto PARE DE FUMAR!

Comentários estão fechados.